Pesquisa e Desenvolvimento

Teoria da mente e empatia: um estudo com crianças pré-escolares

A teoria da mente e a empatia, cujas fronteiras teóricas ainda não estão claramente definidas, são habilidades sociocognitivas importantes, que se desenvolvem gradualmente na infância, sendo fundamentais para interações cotidianas e aprendizagem social da criança. Acreditamos relevante estudar a relação entre o desenvolvimento da teoria da mente e a empatia, visto que tais habilidades são dimensões importantes do desenvolvimento socioemocional e sociocognitivo da criança. O objetivo do presente estudo é investigar associações entre a teoria da mente e a habilidade empática em crianças da educação infantil. Dessa forma, nosso estudo propõe-se verificar a relação entre a teoria de mente e a empatia como partes integrantes do desenvolvimento sociocognitivo. Participaram desta pesquisa 40 crianças com idades compreendidas entre 3 e 6 anos. Foi analisado o desempenho das crianças nas tarefas de teoria da mente e empatia, quantitativa e qualitativamente, por faixa etária. Foram consideradas as crianças de 3, 4, 5 e 6 anos de maneira descritiva e depois dois grupos: de 3 e 4 anos e de 5 e 6 anos. Para essa segunda análise, foi utilizado o teste T de Student. Também foi utilizada a análise de correlação entre teoria da mente e empatia com o teste de Pearson. Os resultados demonstraram a existência de uma correlação entre empatia e teoria da mente estatisticamente significativa, no que diz respeito à tarefa de crença falsa, mas não significativa nas outras tarefas de teoria da mente. Também foi verificado neste estudo um melhor desempenho das crianças em teoria da mente e em empatia conforme o aumento da idade da criança.

Trabalho original publicado em Biblioteca Digital PUC-SP

Link: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16217

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.