Pesquisa e Desenvolvimento

O estudante de graduação e a assistência em enfermagem tráumato-ortopédica

O objetivo deste estudo foi apresentar algumas manifestações do imaginário do estudante de graduação em Enfermagem, sobre si mesmo, ao prestar assistência ao paciente com distúrbios tráumato-ortopédicos. Utilizou-se o método Sociopoético e o grupo pesquisador era composto por quinze estudantes de graduação. Neste artigo estão apresentadas somente as categorias e subcategorias relacionadas exclusivamente ao “estudante”. Os dados demonstram que a assistência prestada pelo estudante em enfermagem tráumato-ortopédica é produto de uma relação de cuidado, que emerge através da sua sensibilidade para com seu paciente, e de seus próprios conhecimentos, habilidades e atitudes. O tratamento, os aparatos e os procedimentos ortopédicos aos quais o paciente é submetido geram, no estudante, importante desgaste emocional, comportamento empático e a busca por mecanismos que minimizem a dor do outro. Todos os aspectos que permeiam a assistência discente em enfermagem tráumato-ortopédica necessitam ser conhecidos, para permitir reavaliação do processo ensino-aprendizagem.

Artigo original em Rev. Latino-Am. Enfermagem

Link: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v19n6/pt_16.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.