O propósito deste estudo foi investigar as propriedades psicométricas de um instrumento para avaliação da inteligência emocional traduzido do inglês para o português (MSCEIT), no contexto cultural brasileiro. O instrumento foi aplicado a 334 participantes da pesquisa, de ambos os sexos (58,1% de mulheres e 41,9% de homens), universitários dos cursos de Psicologia (42,8%), Comunicação e Artes (39,5%) e Engenharia Civil (17,7%), com média de idade de 20,5 anos (DP=3,3). Os resultados indicaram boa consistência interna em todas as escalas do instrumento, com coeficientes alfa variando de 0,636 a 0,918. Também foram encontradas diferenças significativas entre gêneros em favor das mulheres, e entre cursos, em favor da Psicologia. Concluiu-se que o instrumento apresenta boas propriedades psicométricas para ser utilizado com população equivalente à deste estudo.

Artigo original publicado em Revista Psicologia: Teoria e Pesquisa



Tags: , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.