Pesquisa e Desenvolvimento

Contribuições a uma proposta de formação de inteireza do professor de matemática na perspectiva da complexidade

Investigar a formação de professores representa uma oportunidade para refletir sobre o tipo de profissional que está sendo colocado no mercado de trabalho. Essa realidade configura-se mais instigante, ao tratar sobre a formação do professor de Matemática no Brasil, por ser um curso que se apresenta tensionado entre a herança do pensamento linear cartesiano e a emergência de outros paradigmas, que olham o ser humano e o mundo de maneira integral. Essa pesquisa discute a formação de inteireza do professor de Matemática na perspectiva da complexidade e partiu da interrogação como as dimensões subjetivas do ser humano, tais como a social, a emocional e a espiritual estão sendo desenvolvidas, em curso presencial de formação do professor de Matemática, Licenciatura, no sentido da inteireza do ser e de uma futura atuação voltada a uma relação transdisciplinar dessa com outras áreas do conhecimento? O questionamento suscitou como objetivo geral ampliar a discussão sobre a formação do professor de matemática no sentido da inteireza do ser e perspectiva da teoria da complexidade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa descritiva interpretativa, baseada em Turato (2010).A tecitura está ancorada nas ideias de Morin (2007, 2008) sobre o pensamento complexo; de Catanante (2000) sobre as características do ser humano; no conceito de Inteireza do Ser de Portal (2006); em Machado (2008) e D’Ambrósio (1997) sobre ensino de Matemática e em Imbernón (2011), sobre formação docente. O campo de investigação constituiu-se de três cursos de licenciatura em Matemática do Rio Grande de Sul, na modalidade presencial. Ter conceito cinco no ENADE, de 2008 foi o critério de escolha dos cursos. Os sujeitos entrevistados foram o coordenador e dois professores, por curso, indicados pelo coordenador, sendo uma das disciplinas exatas e outro com atuação nas metodológicas ou práticas. Para coleta dos dados, foi usada a entrevista semiestruturada, a observação e o diário de campo. A análise dos achados foi baseada em Moraes e Galiazzi (2007). A compreensão, obtida pela interpretação dos achados aponta que os entrevistados (Iluminadores, assim foram denominados) reconhecem a presença das dimensões racional, social e até a emocional, porém veem com reserva, a dimensão espiritual, ainda que a reconhecendo como constituinte da interioridade de cada pessoa.Percebem a necessidade de inovar nessa formação como uma das possíveis saída para a superação ou minimização do “fracasso no ensino da Matemática. ” Identificaram na educação continuada uma possibilidade de completamento do ser humano em permanente vir a ser. Diante desse reconhecimento, aceno com alguns indicadores que venham contribuir para um repensar sobre a formação do professor de Matemática: ampliação do diálogo do educador com seus pares, rompendo as fronteira do isolamento científico, desenvolvimento de trabalho nas interfaces das outras ciências. Educar, numa perspectiva do pensamento complexo, prescinde de uma atitude transdisciplinar que auxilie na tomada de decisão frente aos problemas que a humanidade enfrenta. Desenvolver propostas inovadoras de ensino em que, além da relação interdisciplinar seja possível contemplar a presença das dimensões subjetivas do ser humano. Priorizar estratégias de ensino, voltadas para intervenções na realidade complexa da vida, que despertem a curiosidade, a criatividade e que permitam ao educando da Matemática ter sucesso na aprendizagem e ser feliz. A ampliação da consciência do futuro professor, possivelmente, aconteça com o desenvolvimento das dimensões subjetivas no âmbito social, emocional e espiritual, no sentido da inteireza do ser na perspectiva da complexidade.

Trabalho publicado em Repositório PUCRS

Link: http://repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/2722

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.