Antonia Zulmira da Silva, Roseli da Silva Cordeiro Ruiz, Maria de Lourdes Ramos da Silva


O presente artigo tem como objetivo apresentar uma prática formativa desenvolvida na rede estadual de São Paulo. Essa prática formativa se deu no espaço da Diretoria de Ensino de Carapicuíba. O procedimento metodológico deste artigo foi subsidiado por alguns aparatos documentais e o registro descritivo realizado por um membro da equipe gestora de uma das unidades escolares que participou da referida formação. Trata-se de um recorte de algumas ações de formação para os profissionais da rede estadual, realizadas com o propósito de garantir espaços de estudos e experiências socializadas.Tal prática formativa se apóia nos preceitos trazidos pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional/1996 (LDBEN/1996), que salientam a importância da formação continuada e da capacitação dos profissionais do magistério,favorecendo a associação entre teoria e prática e ampliando as possibilidades formativas técnicas da formação em serviço. Essa ação de formação se deu em 2016, tendo como base a temática: Competências Socioemocionais com foco no Currículo de São Paulo das diversas áreas de conhecimento. Assim, este trabalho apresenta uma experiência formativa que, mesmo lentamente, vem alterando as práticas arraigadas num paradigma linear, pois entendemos que o processo de formação profissional é um desenrolar lento, complexo, e a escola é um ambiente vivo e em constante movimento. Compreende-se nessa prática de formação a presença de profissionais inseridos em um universo marcado por diferentes mudanças, sendo cada vez mais desafiados a ressignificar a prática, assumindo a possibilidade dialógica nas relações de trabalho nas quais a formação ultrapasse um modelo informativo e passe a ser de discussão e construção em um contexto educacional constituído pela expectativa de um construto aprendente.

publicação original: anais IV CONEDU


Download

Tags: , , ,