A educação emocional é tema academicamente consolidado em diversos países, embora, no campo acadêmico brasileiro, ainda não goze do prestígio científico conferido a diversos outros assuntos que não possuem o mesmo nível de pertinência conceitual diante da longa história do pensamento educacional. Este livro, resultado de uma tese de doutorado da autora, contribui com o esforço de suprir a lacuna desse tema no âmbito acadêmico da educação, o qual, por sua vez, se insere no contexto mais amplo da formação humana. A obra situa o aspecto emocional como parte de uma compreensão antropo-filosófica que demanda, por sua própria constituição, uma formação apropriada. Por essa razão, a educação emocional não é elemento acessório da educação, mas dimensão ineliminável de seu arcabouço prático-teórico, por mais que as práticas institucionais dominantes, sem fundamento conceitual, insistam em relegá-la a segundo plano. Após caracterizar conceitualmente a ideia de formação humana e a pertinência da educação emocional àquela, o livro descreve e fundamenta o currículo “Educação Emocional e Relacional para Crianças – PATHS”, bem como o processo e os resultados de sua implementação em uma instituição educacional da periferia de uma metrópole brasileira.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *