Rafaella Ferreira Rodrigues Barbosa; Márcia Rique Carício


A linguagem permite ao homem estruturar seu pensamento, traduzir o que sente, registrar o que conhece e comunicar-se com outros homens. Ela marca o ingresso do homem na cultura, construindo-o como sujeito capaz de produzir transformações nunca antes imaginadas. A pessoa com deficiência auditiva não tem esse privilégio, pois não faz uso da linguagem oral para se comunicar, o que implica em problemas desde a socialização até o aprendizado, se não for inserido de maneira adequada na escola. Desse modo, a Educação Emocional pode contribuir para o desenvolvimento do aluno surdo, pois conforme Bisquerra a educação emocional é um processo educativo, contínuo e permanente, que pretende potencializar o desenvolvimento das competências emocionais como elemento essencial do desenvolvimento integral da pessoa, com objetivo de capacitá-la para a vida.

 


Download

Tags: , , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *