Anna Carolliny da Silva, Ana Lúcia Leal


O objetivo central deste trabalho é discutir a temática da Inteligência Emocional, refletida no ambiente escolar, assim como sua importância para educação, tendo como base as turmas do 6º e 8º ano do ensino fundamental II. A importância da inteligência emocional se aplica a diversos fatores na educação, um deles é o rendimento escolar, tão discutido nas reuniões de colegiado e entre os pais. Uma criança ou adolescente que apresenta uma inteligência emocional média ou alta, responde rapidamente aos resultados da aprendizagem, pois ao estar emocionalmente bem, a assimilação de tudo que será construído por meio do ensino será favorável, sendo isto constatado através de dados científicos, colhidos por meio de pesquisas na área da psicologia da educação, da qual este presente trabalho irá discutir e decorrer sobre. Os objetivos específicos traçados foram: Realizar uma análise comparativa das respostas obtidas entre os alunos do 6º e 8º anos em relação à percepção de si mesmo; Realizar uma análise comparativa das respostas obtidas entre estes alunos em relação à percepção do outro; Realizar uma análise comparativa das respostas obtidas entre os alunos do 6º e 8º anos em relação ao ambiente emocional; Traçar o perfil da Inteligência Emocional dos alunos participantes. Foi aplicado um questionário, em uma escola da rede municipal do Agreste Pernambucano, na cidade de Caruaru – PE, totalizando 54 questionários (21 em uma turma de 6º ano e 33 em uma turma do 8º ano). Diante dos resultados encontrados, vimos que os alunos apresentaram uma inteligência emocional entre média e alta, sugerindo relações favoráveis entre seus colegas e consigo mesmo. Acreditamos que a influência do ambiente escolar e as relações que nele são mantidas são cruciais para a ocorrência do desenvolvimento, pois não apenas o aspecto cognitivo dos alunos deve ser trabalhado, mas também o emocional e as demais dimensões que compõe o ser humano.

publicação original: anais CONEDU


Download

Tags: , ,